Archive for fevereiro \26\UTC 2011

Sobre o título deste blog

fevereiro 26, 2011

Geralmente todo blogueiro possui algum motivo especial para a escolha do título de seu blog. Eu não poderia ser escapar a esta regra.

Neste blog, além de discorrer sobre assuntos diversos, prentendo publicar textos sobre lógica e programação funcional. Então porque o título “Esta frase é falsa”?

Este consiste de um conhecido paradoxo da lógica, que apesar de sua simplicidade, mostra os “diabos” que residem nos cantos obscuros da matemática.

Se a proposição “esta frase é falsa” for verdadeira, temos que ela será falsa, já que a proposição afirma que ela própria é falsa. Por sua vez se a considerarmos falsa, temos que ela será verdadeira, pois ela própria afirma que é falsa, sendo assim só pode ser verdadeira.

 

Anúncios

O que já li este ano – parte 1

fevereiro 4, 2011

Como disse em um post anterior, este ano pretendo ler mais. Até o presente momento já li dois livros, que sinceramente me decepcionaram. O primeiro destes é o clássico O médico e o monstro de Robert Louis Stevenson e  o segundo Deus : um delírio de Richard Dawkins.

O médico e o mostro conta a famosa história sobre o Dr. Jekill e sua outra “personalidade”, Mr. Hyde. Sem dúvida o livro é bom, porém quando comparado a Drácula de Bram Stoker ou Frankstein de Mary Sheley, permitam-me, esta história chega a ser infantil. No geral, é um livro bom, e vale a leitura. Porém eu esperava mais.

Deus: Um delírio de Richard Dawkins chega a ser entediante. Acredito que o problema deste livro é que o autor repete demasiadamente os seus argumentos para mostrar porquê é muito improvável que deus exista. Neste caso, acho que o livro chega a ser um pouco cansativo devido a esta repetição. Porém, gostaria de recomendar este livro para pessoas que ainda possuem algum tipo de dúvida quanto a inexistência de deus e que buscam explicações lógicas para isto.

Agora que relatei os dois livros lidos até o presente momento, o próximo da lista é O Evangelho Segundo Jesus Cristo de José Saramago.